7 de setembro de 2013

02: Qual é a sua posição em relação aos jovens de hoje em dia?

Alguns querem passar uma estilizada imagem de intelectualidade, outros só se importam com a quantidade de pessoas com quem "ficam" em uma balada e outros não sabem o que querem.  

Será que eu estou exagerando?  Será que temos futuro? Ou será que perdemos a criatividade e buscamos cobrir isso com uma personalidade tão incrível que torna-se previsível, gerando assim os estereótipos de que eu me distancio e procuro ser apenas eu. 

Mas e você? Alguma comparação com outras gerações? Responda esclarecendo abertamente sua posição na área de comentários abaixo. Pode responder em anônimo, se preferir.

2 comentários:

  1. Minha posição é que os jovens têm entre 10 e 30 anos, não sei antigamente mas hoje é essa faixa. O que faz a juventude ser considerada juventude provavelmente é porque esta em fase de treinamento ou enquadramento para sua futura venda da força de trabalho, por isso é matéria explosiva ainda não esta completamente preparado pro sistema nem acostumado com ele. Mas o entretenimento esta ai para adestra-los e acho que consegue com uma maioria violenta.

    ResponderExcluir
  2. A juventude tem que ter um pensamento libertador. Acho que você não está exagerando a maioria é desta maneira que você diz.
    Acredito na arte para manter a juventude da humanidade.
    Temos que ser jovens pra pensar e transformar o mundo.

    O ser humano está preso em sua miséria.
    as necessidades físicas e espirituais nos tornam egocêntrico e apegados a prazeres consumistas, mas o individuo tem de transcender. E agir para transformação do bairro, da cidade,do país e do mundo.

    Quanto aos intelectuais estilizados... sei lá rs
    se carregamos tudo que aprendemos e vivemos, tem como não ser estilizado?
    Talvez tenhamos que apenas ser, estilizados ou não, estaremos libertando a essência do caos interno para o caos externo.

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade para me mandar opiniões construtivas, dúvidas ou apenas um "Olá" ou coisa assim.