26 de março de 2013

É algo que nunca morre

É algo que nunca morre
Que me espreita a cada rua deserta
Como um fantasma, a assombra-me
Não se apaga
Vem de repente
Muda meu rumo e minha mente
É algo que me assusta
Pois o medo me dá coragem
Pra seguir e não olhar para trás
Pra dizer o que não posso mais
Que fui vítima e ladrão
Dei o que tinha, e o que não tinha
Roubei meu próprio destino
Meu agora
Um amor que ainda guardo
Morto e inacabado
Seguindo-me
Mostrando-me
A cada sonho, que o pra sempre
Sempre acaba

(Lara Almeida)

Receita: Bolinhos de chuva

Bolinhos de chuva são muito bons e além dos ruidos ácidos disso, podem estimular sua criatividade, o fazendo ver coisas em seus formatos como submarinos, dinossauros e cogumelos.

Ingredientes:

  • 3 ovos;
  • 2 xícaras de leite;
  • 1 xícara de açucar;
  • 1 colher de margarina;
  • 1 colher de fermento em pó;
  • 1 pitada de sal;
  • 4 xícaras de farinh de trigo.
Modo de preparo:

Bata tudo na batedeira ou à mão em um recipiente.
Nesse recipiente, coloque, nessa ordem, ovos, leite, margarina e sal, vá colocando a farinha aos poucos e por último o fermento.
Depois, leve a massa de colherada em colherada à frigideira com um pouco de óleo ou a margarina mesmo para fritar até dourar.

Acompanhamento: (Opcional)

Ingredientes:

  • Açucar
  • Canela em pó
Modo de preparo:

Misture tudo num recipiente menor ao seu gosto.

Fonte da receita: Minha mãe.